Conecte-se Conosco

Política

Bolsonaro é aconselhado a cancelar agenda de Manaus

Published

em

O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), está sendo aconselhado por aliados do Amazonas a desistir da agenda marcada para esta sexta (23) em Manaus. Até o início da tarde de hoje (22) o site do Palácio do Planalto ainda não havia divulgado a agenda de amanhã.

O conselho ocorre após deputados estaduais fazerem questão de publicar que não aprovaram título de Cidadão do Amazonas a Bolsonaro. Disseram, portanto, que não votaram no projeto do colega Delegado Péricles (PSL).

Além disso, houve quem retirasse o voto sim para concessão da honraria.

Como resultado, de 24 membros da Assembleia Legislativa (ALE-AM), apenas 13 deram “sim” à ideia do bolsonarista Péricles. 

O episódio mostrou que Bolsonaro, líder político no auge de seu mandato, não tem apoio político na principal casa legislativa do Amazonas. Restaram mesmo só os votos favoráveis da base do governo Wilson Lima (PSC).

Para piorar ainda mais esse ambiente na casa, um dos que não votaram na cidadania amazonense a Bolsonaro foi a deputada Nejmi Aziz (PSD). Ela é mulher do futuro presidente da CPI da covid, o senador Omar Aziz (PSD).

Repulsa coletiva

Desde o momento que os deputados aprovaram a cidadania amazonense para Bolsonaro, manifestações contrárias de várias entidades da sociedade. 

Contudo, a mais simbólica a mostrar a situação vexatória a que o presidente foi submetido foi o ato coletivo de pelo menos sete personalidades que foram hoje (22) à ALE-AM devolver o título. Recusaram-se, portanto, a gozar da mesma honraria dada a quem consideram um inimigo do Amazonas. 

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *