Conecte-se Conosco

Amazonas

Assessores de deputada que moram no Canadá e Portugal são exonerados da Aleam

Published

em

Rosemary Cunha Martins, ex-mulher do ex-prefeito de Coari Adail Pinheiro, e Ryan Gabriel Silva, marido de Karen Pinheiro, irmã da deputada Mayara Pinheiro, eram assessores desde fevereiro deste ano no gabinete da deputada, mesmo morando fora do país.

Rosemary Cunha Martins, ex-mulher do ex-prefeito de Coari Adail Pinheiro, e Ryan Gabriel Silva, marido de Karen Pinheiro, irmã da deputada Mayara Pinheiro, foram exonerados dos cargos de comissionados do gabinete da deputada.  A decisão foi publicada no Diário Oficial da Assembleia Legislativa do Amazonas desta quarta-feira (12). A exoneração tem efeito imediato. 

Mais cedo, a Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM) afirmou que iniciou a apuração  da denúncia de que servidores fantasmas lotados no gabinete da deputada estadual Mayara Pinheiro (Progressistas) moram no exterior.

“A respeito da denúncia de servidores que não residem no Brasil, a Assembleia informa que tomou conhecimento do assunto no dia de hoje (quarta-feira), que está averiguando as informações e tomará as providências cabíveis quanto ao caso”, informou.

A denúncia foi apresentada ao Ministério Público do Amazonas (MP-AM) nesta quarta-feira formalizada por Raione Cabral. De acordo com a denúncia, os funcionários moram em Toronto, no Canadá e Portugal. A ALE-AM disse que tomou conhecimento da irregularidade ontem. O caso foi divulgado no programa Manhã de Notícias, da Rádio Tiradentes.

Rosemary Cunha Martins, ex-mulher de Adail Pinheiro, pai de Mayara Pinheiro, reside em Portugal, conforme a denúncia apresentada. A nomeação de Rosemary no cargo de assessora de diretoria 8 CC-11 consta eletrônico da Assembleia Legislativa do Amazonas na edição do dia 26 de fevereiro deste ano (Edição nº 1643).

A queixa-crime aponta ainda que Ryan Gabriel Silva, marido de Karen Pinheiro, irmã da deputada, mora em Toronto. Ryan foi nomeado como assessor de diretoria 4 CC-7 no dia 25 de fevereiro. Nas redes sociais do casal, é possível verificar ambos posando em fotos no exterior. Em uma das fotos, Karen aparece na cidade de Toronto.

Questionada sobre o controle de ponto e da prestação de serviços dos servidores comissionados, a ALE disse que está funcionando no sistema híbrido, com parte dos servidores atuando em home Office, e parte presencial, de acordo com o Ato da Mesa Diretora nº 003, de 04/02/2021.

Registrou também que a presença de servidores lotados em gabinetes parlamentares é de estrita responsabilidade dos deputados. Perguntada por que não publica a lista salarial nominal na internet, como os demais órgãos como manda a Lei de Transparência, a ALE informou que um novo portal está em processo de construção e irá atender a essa demanda.

A Assembleia ocupou a última colocação no ranking de transparência dos poderes estaduais de 2020 elaborado pelo Ministério Público de Contas do Amazonas (MPC), órgão da estrutura do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE). A gestão do ex-presidente da Casa Josué Neto foi classificada como deficiente, com a pontuação 28,5%, no critério de publicidade e transparência da aplicação dos recursos públicos na internet.

A reportagem procurou o novo presidente da ALE, deputado Roberto Cidade (PV), para saber se ele apoia a publicação da folha de pagamento dos funcionários da Casa e quando a tornaria pública e aguarda o retorno da assessoria. A assessoria de Mayara Pinheiro não retornou os pedidos de resposta da reportagem. O espaço continua aberto para manifestação

acritica

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *