Conecte-se Conosco

Amazonas

Internações disparam, reunião é convocada e AM está em alerta

Published

em

Primeiro estado a atravessar a segunda onda da covid-19 no Brasil, o Amazonas acendeu de novo a luz amarela sobre a pandemia.

A situação é tão preocupante que o governador Wilson Lima (PSC) realizou no sábado, dia 22, uma reunião extra com suas equipes de saúde e de vigilância epidemiológica para discutir o assunto.

O encontro foi pedido pelo governador por causa do aumento do número de internações na rede de assistência de saúde do Amazonas.

Esse aumento foi da ordem de 30%, incluindo covid-19 e síndromes respiratórias agudas graves.

O dado foi revelado pelo governador na Arena da Amazônia, no sábado, quando Wilson anunciava pacote de ajuda aos dez times de futebol profissional do Amazonas.

“Hoje tivemos reunião com nossas equipes para entender como é que isso vai continuar acontecendo”, comentou.

“Estamos tendo um aumento de casos respiratórios. Então é algo que precisamos ficar atentos. Esse vírus é transmitido pelo resultado dessas aglomerações”, disse o governador ao ser provocado pelo BNC AMAZONAS, sobre a preocupação que demonstrava na ocasião.

Ele não é a única autoridade do estado a externar preocupação com os rumos da pandemia.

Apelo

Na sexta-feira, dia 21, o presidente da Fundação de Vigilância em Saúde, Cristiano Fernandes, fez um alerta à população.

“A gente precisa chamar a atenção de toda a população para o fato de que nós não estamos livres da doença”, disse, apelando.

“Então, esse alerta que a Fundação de Vigilância traz é no sentido de mantermos as medidas de prevenção, o uso de máscara, evitar locais com aglomeração, a higienização das mãos, principalmente, o uso de álcool gel. São medidas extremamente simples, mas muito importantes, principalmente, nesse período”.

Alerta geral

No Brasil, variante indiana encontrada no Maranhão preocupa os estados. O país está mobilizado sobre essa ocorrência.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *