Conecte-se Conosco

Amazonas

TSE confirma a cassação de Adail Filho e abre caminho para nova eleição em Coari

Published

em

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) confirmou agora há pouco a cassação do segundo mandato do prefeito de Coari, Adail Pinheiro Filho (Progressistas). A tese de que este seria o terceiro mandato consecutivo dentro do núcleo familiar foi aceita por todos os ministros que votaram até aqui e a tendência é que a decisão seja unânime. Com isso, não haverá mais possibilidade de recurso e uma nova eleição deve ser marcada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM), para novembro ou dezembro.

A tese levantada pela oposição ao prefeito para cassar seu mandato tem farta jurisprudência. É que Adail Pinheiro, o pai, foi eleito prefeito em 2012 e, apesar de ter sido cassado no meio do mandato, por decisão do Tribunal de Justiça do Estado, ele chegou a exercer o mandato, o que fez do primeiro mandato de Adail Filho, conquistado em 2016, o segundo consecutivo dentro do mesmo núcleo familiar. Ele não poderia, portanto, disputar a reeleição em 2020. Disputou ainda assim, venceu, mas não chegou a assumir. Em seu lugar vem governando a presidente da Câmara, Dulce Menezes (MDB), que é tia do afastado.

Assim que o acórdão do julgamento de hoje for publicado, o TSE deve informar ao TRE sobre a decisão e este último convocará eleições suplementares, que deverão ocorrer em novembro ou dezembro.

O blog apurou que a família pinheiro deve lançar o ex-presidente da Câmara local e vice na chapa de Adail Filho em 2020, Keiton Pinheiro (PSD), como candidato na eleição suplementar. Do outro lado, o empresário Robson Tiradentes Junior (PSC) tenta construir uma unidade de oposição para concorrer mais uma vez. Ele foi o segundo colocado na eleição do ano passado. A possibilidade de não haver uma terceira ou até uma quarta candidaturas é remota. A Prefeitura de Coari, que tem a maior arrecadação entre todas do interior graças aos royaltes do gás e do petróleo, é a mais cobiçada por todos os grupos políticos.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *