Conecte-se Conosco

Amazonas

Mensagem que circulou em grupos de policiais causa confusão na cúpula da PMAM

Published

em

Uma mensagem postada em grupos de conversas de policiais ontem está causando uma grande confusão no comando da Polícia Militar do Amazonas (PMAM). Nela, os coronéis Jerry Menezes e Augusto César são atacados e acusados de fazer um complô para comandar a corporação, com a ajuda do coronel reformado do Exército Alfredo Menezes, o Coronel Menezes (Patriota), que é irmão do primeiro e tio do segundo.

A nota teria partido de uma corrente contrária aos dois dentro dos quartéis. Ambos assumiram os respectivos postos este ano. Jerry Menezes é o atual subcomandante e César comanda o policiamento metropolitano, maior comando da tropa, com mais de dois mil subordinados.

Na mensagem apócrifa o principal alvo é César. Uma série de irregularidades que ele teria cometido desde que era tenente são listadas. O texto foi amplamente compartilhado dentro e fora dos quartéis. O coronel foi candidato a vice-prefeito de Manaus em 2020, na chapa encabeçada pelo então vereador Chico Preto, à época no DC.

O blog apurou que o comandante Ayrton Norte tem se mostrado incomodado com a atuação dos dois coronéis, principalmente depois que espalhou-se na corporação que eles teriam carta branca para agir por causa da relação com o Coronel Menezes, que teria sido o “padrinho” da indicação dos dois.

Jerry Menezes é o atual ordenador de despesas da PMAM, responsável pelas contratações e despesas. Já César na prática comanda o policiamento na capital, Manaus.

Nenhum deles quis dar declarações oficiais ao blog. O Coronel Menezes negou desde o início qualquer influência na indicação dos dois.

Matéria completa blogdohiellevy